Indicação de Warley e almoço "despretensioso": veja o bastidor da contratação de Léo Moura

Ídolo do Botafogo-PB, ex-atacante de Grêmio, Palmeiras, São Paulo e da Seleção Brasileira fez o primeiro contato. Aos poucos, diretoria foi percebendo que contratação seria possível

Quando o lateral-direito Léo Moura deu a sua primeira entrevista coletiva como jogador do Botafogo-PB, o jogador reservou já na primeira resposta um agradecimento especial a outro nome conhecido do futebol brasileiro. Léo agradeceu a Warley, ídolo do Botafogo-PB e ex-Seleção Brasileira. Foi do ex-atacante a ideia inicial de buscar convencer o jogador de 41 anos, que jogou Série A e Libertadores ano passado pelo Grêmio, de viver um desafio no futebol da Paraíba.

- Eu vi uma reportagem dele na Globo, falando que o Léo estava mantendo a forma no Boavista do Rio de Janeiro. E aí eu mandei uma mensagem para ele: “E aí, Léo, quer vir aqui para o Botafogo-PB não?”. Mas, assim, nada que eu achasse que pudesse dar certo - revelou, com muita sinceridade, Warley, atual gerente de futebol do Belo.

Primeiro contato da diretoria com Léo Moura teve a presença do presidente Sérgio Meira e do gerente de futebol Warley — Foto: Divulgação / Botafogo-PB

Mesmo sem muitas pretensões, Warley recebeu uma resposta positiva de Léo Moura, que disse que gostava da ideia de ir morar novamente no Nordeste. Em 2016, o lateral jogou pelo Santa Cruz, onde se sagrou campeão da Copa do Nordeste, em cima de um dos rivais do Belo, o Campinense.

- Eu falei da cidade, da Maravilha do Contorno, das maravilhas de João Pessoa e de como é fervorosa a torcida do Botafogo-PB, que ao meu ver precisava de um cara como o Léo aqui. Então ele falou que tinha interesse. Depois disso, entrou a diretoria, que conduziu tudo com muita maestria. Nesse processo ele sempre ligava para mim, para perguntar de condições, de moradia, de campo de treinamento. E eu expliquei que o clube vem crescendo muito e dando condições. A gente olha para o Léo e ver um cara vencedor. Ele é esse elo que eu espero que dê certo - disse o ex-atacante botafoguense.

Com Léo Moura agradado com as informações passadas por Warley, a cúpula botafoguense entrou no circuito e, a partir daí, assumiu as conversas. Na terça-feira - 21 de janeiro -, dois dias antes do primeiro encontro entre o jogador e a cúpula botafoguense, que foi marcado para a sexta-feira - 23 de janeiro -, o presidente do clube, Sérgio Meira, entrou em contato com o atleta.

- Na terça-feira eu falei com ele para convidá-lo para almoçar com a gente em João Pessoa, para conhecer a cidade. Eu sabia que ele estava em Recife, e aí falei: “você está a apenas 120 km de distância daqui, venha conhecer a cidade, eu mando um carro para lhe buscar”. Ele aceitou de pronto e aí o Renato Beltrão (vice administrativo) e o Pedro Ruffo (vice financeiro) foram buscá-lo - comentou.

Setor de marketing do clube personalizou o Aeroporto Castro Pinto, em Bayeux — Foto: Divulgação/Botafogo-PB

Após a ideia de Warley, que tinha um olhar mais técnico acerca da contratação, veio a compreensão de marketing, setor que há alguns anos tem sido olhado com mais atenção pelo clube paraibano. Um dia antes do encontro com Léo acontecer, num restaurante da cidade, Sérgio Meira pediu para o presidente da empresa de marketing que presta serviço ao clube, Alan Oliveira, levar na reunião um projeto que envolvesse a futura contratação.

- O presidente pediu que eu fosse para a reunião com um projeto pronto. Eles (Sérgio Meira e Ariano Wanderley, vice de futebol) iniciaram a conversa, e quando cheguei, apresentei para Léo. A gente via no olho dele que ele estava satisfeito com a conversa. Mostramos que a cidade de João Pessoa seria importante para a carreira dele, que poderia reposicionar a sua imagem para o momento da carreira que ele está. Ele disse que iria conversar com a esposa e daria uma resposta no dia seguinte - analisou.

Ainda sem estrear com a camisa botafoguense e, portanto, sem produzir dentro de campo no momento, Léo Moura, por outro lado, já conseguiu bons frutos para o clube fora das quatro linhas. Com mais de um milhão de seguidores nas redes sociais, o lateral tem exposto a marca do Botafogo-PB a um alcance maior do que o natural.

Léo Moura alavancou o plano de sócios do clube — Foto: Josemar Gonçalves / Botafogo-PB

O grande aspecto positivo, no entanto, até o momento, está no aumento de números de sócios, que está diretamente ligado à contratação do jogador. Desde que Léo veio a João Pessoa pela primeira vez para o encontro com a cúpula botafoguense, o clube teve um aumento de cerca de 800 sócios - até a publicação desta matéria.

Voltando ao encontro entre os dirigentes botafoguenses com Léo Moura, foi ali onde o mandatário do Belo sentiu que a coisa poderia dar certo.

- Foi um almoço sem muitas pretensões. A gente estava interessado, claro, mas sabia que não era fácil. O início da conversa foi, inclusive, nesse tom: “a gente sabe, Léo, que não é fácil contar com um jogador como você, mas aproveite para conhecer a cidade”. Depois disso quebramos o gelo, e ele disse que o fator financeiro não era o principal, mas que ele estava buscando qualidade de vida e queria morar no Nordeste com a família. Apresentamos uma proposta para ele, e ele disse que iria falar com a esposa e dava uma resposta para a gente no dia seguinte - descreveu.

Jogador deve estrear neste sábado contra o Náutico, pela Copa do Nordeste — Foto: Josemar Gonçalves / Botafogo-PB

O Botafogo-PB prefere até o momento não revelar as cifras exatas do negócio, mas Sérgio Meira garante que o salário fixo de Léo Moura ultrapassa bem pouco aquele que era o teto salarial do clube: R$ 30 mil. Além disso, o mandatário botafoguense revelou que o salário dele aumenta a cada marca atingida de 500 sócios.

No contrato de Léo Moura há algumas compensações financeiras caso algum outro clube queira tirar o jogador do Belo. O Botafogo-PB só libera o atleta caso haja o pagamento de algumas multas: R$ 200 mil para clubes de Série A, R$ 150 mil para clube de Série B e 100 mil dólares para clubes de outros países.

Regularizado para atuar com a camisa botafoguense, a expectativa é que Léo Moura faça sua estreia já neste sábado, quando o Botafogo-PB pega o Náutico pela terceira rodada da Copa do Nordeste.

globoesporte

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.