Campinense aposta em xará de artilheiro mineiro para tentar surpreender o Atlético-MG

Fábio Júnior é atacante e possui características semelhantes às do seu homônimo, que fez sucesso em Minas Gerais, vestindo as camisas de Cruzeiro, Atlético-MG e América-MG

Foto:Reprodução / TV Paraíba

Presença de área, força física e faro de gol. Fábio Júnior é considerado um dos principais nomes da Raposa. Mas, calma. Não estamos falando do Cruzeiro, arquirrival do Atlético-MG. O Fábio Júnior em questão é atacante da Raposa paraibana, o Campinense, que vai enfrentar o Galo mineiro nesta quarta-feira, na primeira fase da Copa do Brasil. O Rubro-Negro da Paraíba, que tem esse xará de um ex-artilheiro de Minas Gerais e que também tem o mesmo mascote do rival atleticano, é considerado o "azarão" para o duelo na competição nacional e, apesar das coincidências com o Cruzeiro, vai precisar de um "algo a mais" para superar o Atlético-MG, que é franco favorito para o confronto.

Esse diferencial pode ser justamente o atacante xará do ex-artilheiro mineiro. Aos 37 anos, o Fábio Júnior do Campinense, apesar da idade, é a aposta do time comandado pelo técnico Oliveira Canindé. Efetivamente, ele não tem uma carreira tão brilhante quanto a do Fábio Júnior que fez sucesso em Minas Gerais, vestindo, inclusive, a camisa do próprio Atlético-MG, mas também a do América-MG e, principalmente, a do Cruzeiro, clube pelo qual foi artilheiro e campeão da Libertadores. O Fábio Júnior mineiro também vestiu a camisa do Palmeiras e chegou a atuar pela seleção brasileira. Em menor escala, o centroavante do time paraibano também já viveu seus momentos de glória. Com características semelhantes às do ex-artilheiro mineiro, como o oportunismo e o faro de gol apurado, ele fez sucesso nos anos 2000 e chegou a vestir as camisas de times tradicionais, como Flamengo, Vasco e até mesmo a do Real Madrid B.

- A diferença é que ele (Fábio Júnior, ídolo do Cruzeiro) pegou seleção. Eu não tive essa oportunidade. Vou trabalhar para, quem sabe um dia, chegar no patamar onde ele esteve - disse o homônimo paraibano.

Além de Cruzeiro e Atlético-MG, Fábio Júnior também atuou pelo América-MG — Foto: Divulgação / Site Oficial do América-MG

Uma tragédia em 2012, porém, afastou o Fábio Júnior paraibano dos gramados. Em atuação pelo Al-Ahly, do Egito, o atacante viveu o pior momento da sua carreira. No episódio em questão, após a derrota do seu time por 3 a 1 para o Al-Masry, as torcidas invadiram o campo e começaram a se confrontar. O embate causou 74 mortes e deixou 250 pessoas feridas.

De volta aos gramados após sete anos parado, Fábio Júnior tenta retomar sua carreira no Campinense, clube no qual fez história e se tornou ídolo. Falando em história, aliás, a Copa do Brasil é um torneio que o jogador conhece bem. Em 2005, também vestindo a camisa do time paraibano, ele conseguiu um dos grandes feitos da sua carreira. O centroavante marcou o gol da vitória do Rubro-Negro por 1 a 0 sobre o Fluminense, no jogo de ida da competição nacional.

- Lembro de um jogo em 2005, aqui, onde eu pude marcar contra o Fluminense. A partida foi 1 a 0. Na partida de volta, no Rio de Janeiro, tivemos lá outro resultado. Mas fiquei feliz por marcar e dar alegrias à torcida - falou Fábio Júnior, relembrando de suas primeiras passagens pelo Campinense.

Novamente pela Copa do Brasil, o atacante terá sua primeira grande oportunidade desde que desistiu da aposentadoria e voltou aos gramados. Agora contra o Atlético-MG, que, por coincidência, possui o mesmo mascote do arquirrival do time paraibano, o Treze, ele disse querer fazer um grande jogo e prometeu, se tiver a oportunidade, balançar as redes.

- Esse jogo vai ser outra história, novamente contra outra equipe grande, mas eu espero entrar em campo e marcar mais uma vez para sairmos vitoriosos daqui - projetou o camisa nove raposeiro.

Campinense e Atlético-MG se enfrentam nesta quarta-feira, às 21h30, no Estádio Amigão, em Campina Grande. De um lado, os paraibanos terão o apoio da sua torcida; do outro, os mineiros possuem a vantagem do empate. Em caso de vitória simples, a Raposa de Fábio Júnior avança para a próxima fase da Copa do Brasil.

Fábio Júnior trabalha para ser a principal referência do ataque do Campinense — Foto: Samy Oliveira / Campinense

globoesporte

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.