STJD suspende presidente do Treze por 90 dias por conta de dívida do clube com Saldanha

Segunda comissão disciplinar do tribunal ainda multou o dirigente em R$ 2 mil

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) afastou a possibilidade do Treze de ser rebaixado para a Série D do Campeonato Brasileiro por conta de uma dívida que o clube tem com o ex-atacante do time Saldanha, mas não deixou o clube sem punição. Quem vai pagar pela falta de pagamento do acordo do Galo da Borborema com o atleta é o presidente do clube, Walter Júnior, que foi suspenso por 90 dias pela 2ª comissão disciplinar do tribunal nessa terça-feira.

Dirigente foi suspenso por 90 dias — Foto: Raniery Soares / FPF-PB

O dirigente foi incurso no artigo 223 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), por ter descumprido, como representante legal da equipe, uma determinação do STJD. O mandatário trezeano foi suspenso porque o clube não cumpriu com o acordo que clube fez com Saldanha, que disputou o Campeonato Paraibano deste ano pelo Treze.

Com isso, o presidente está impedido de representar legalmente o clube por 90 dias. Se depois disso o clube não tiver pago suas pendências trabalhistas com o ex-jogador alvinegro, Walter Júnior permanece suspenso até o pagamento da dívida. O dirigente ainda foi multado em R$ 2 mil.

Em julho, Treze e Saldanha celebraram um acordo, que consista em o clube pagar o que devia ao atleta em três parcelas. O acordo não foi cumprido, o que levou o STJD a denunciar o Treze e o presidente do clube.

globoesporte

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.