São Paulo Crystal descarta ir ao tepetão, mas garante que vai enviar vídeo do jogo à CBF

Diretor executivo do Tricolor, Eduardo Araújo ficou na bronca com a atuação de Tiago Ramos, paraibano do quadro nacional, que deu um tiro livre indireto após cobrança de pênalti

O erro de arbitragem da primeira partida da final da 2ª divisão do Campeonato Paraibano entre Sport-PB e São Paulo Crystal ainda deve dar muito o que falar. É que o diretor executivo do Tricolor, Eduardo Araújo, apesar de ter descartado ir para o tapetão tentar anular o jogo, revelou que vai enviar um vídeo com críticas à atuação do árbitro Tiago Ramos para a CBF, com lances da partida. O juiz entrou neste ano para o quadro nacional de arbitragem.

Dirigente saiu na bronca com a arbitragem — Foto: Reprodução / TV Cabo Branco

O grande erro do árbitro na partida começa no pênalti bem marcado no atacante Biro Biro, do São Paulo Crystal. O jogador invadiu a área, mas foi derrubado pelo volante Weverson do Sport-PB. Tiago Ramos acertadamente marcou pênalti, mas pelo lance, que era uma clara e manifesta oportunidade de gol, o defensor deveria ser advertido com cartão. Como houve disputa de bola, o atleta do Carneiro teria que ter levado cartão amarelo.

Mas o principal erro nem foi esse. O pior veio depois. Na cobrança, Biro Biro fez o gol, mas o árbitro não validou. Ele viu uma invasão na área de Mychell, do São Paulo Crystal, que realmente aconteceu. Diante disso, como foi gol, o árbitro teria que voltar a cobrança, de acordo com a regra. Mas ele assinalou um tiro livre indireto para o Sport-PB, que só poderia marcado caso a bola não tivesse entrado, conforme análise do comentarista de arbitragem da TV Globo, o ex-árbitro Paulo César Oliveira.

O lance poderia resultar num 3 a 0 para o São Paulo, que naquela altura, oito minutos do segundo tempo, vencia o duelo por 2 a 0. Isso gerou revolta dos jogadores, da comissão técnica e da diretoria do Tricolor. A partida terminou empatada por 2 a 2, no Estádio Amigão, onde o Carneiro mandou o jogo. De acordo com Eduardo Araújo, a CBF precisa ser informada oficialmente.

- Não vamos pedir anulação da partida porque o prejuízo seria ainda maior, apesar da nitidez do erro de direito, além de outros menores que passaram desapercebidos diante do mais grave. Mas vamos oficiar com a gravação da partida para providências por parte dos órgãos competentes, notadamente para evitar a repetição de erros gravíssimos que atrapalham o planejamento do clube e que na partida em questão causou uma reversão completa dos acontecimentos até então, possibilitando o empate do adversário - explicou.

Com o empate, o São Paulo Crystal perdeu os 100% de aproveitamento na competição. A partida de volta da decisão da Segundona acontece neste sábado, às 16h, no Estádio Carneirão, em Cruz do Espírito Santo.

Fonte:globoesporte

Publicidade

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.