Aldeone exalta o Sousa de cabeça de chave e projeta grupos mais nivelados no Paraibano 2020

Dirigente já havia falado anteriormente que era favor da manutenção da fórmula do estadual. Presidente do Dinossauro acredita que mata-mata pode dar chances aos times menores

O presidente do Sousa, Aldeone Abrantes, aprovou a manutenção da fórmula do Campeonato Paraibano. O estadual do ano que vem vai ser no mesmo formato do deste ano, com dois grupos de cinco na primeira fase, com os times de uma chave enfrentando na primeira fase apenas os da outra, em partidas de ida e volta, e semifinais e finais com jogos também em dois jogos. Essa era a tese defendida pelo mandatário do Dinossauro, que foi um dos clubes cabeças de chave da competição. Fato exaltado pelo dirigente.
- Saí insatisfeito no ano passado porque teve sorteio. Sorteio é adivinhação. Eu queria que tivesse critérios. A Copa do Nordeste é assim. Tem que respeitar a história. Porque o Sousa é o quarto (cabeça de chave)? Pela quantidade de pontos que fez no ranking. O grupo foi definido por dois critérios técnicos. Ponto para a Federação por isso - analisou.

Aldeone Abrantes, Sousa — Foto: Raniery Soares / FPF-PB

Na formatação dos grupos, a Federação Paraibana de Futebol (FPF) escolheu dois critérios: o ranking nacional de clubes e a classificação do estadual deste ano. Dessa maneira, os cabeças de chave foram Botafogo-PB, Campinense, Treze e Sousa, os quatro melhores paraibanos no ranking nacional. O 1º (Belo) e o 3º (Galo) ficaram no Grupo A, enquanto que o 2º (Raposa) e o 4º (Dinossauro) integraram o Grupo B.

A partir daí, de acordo com as posições do Paraibano deste ano, os times foram sendo intercalados nas chaves A e B. De modo que o Grupo A ficou formado por Botafogo-PB (melhor ranqueado), Treze (3º melhor ranqueado), Atlético de Cajazeiras (3º do estadual), Perilima (6º do estadual) e Sport-PB (campeão da 2ª divisão) e o Grupo B por Campinense (2º melhor ranqueado), Sousa (4º melhor ranqueado), Nacional de Patos (4º do estadual), CSP (7º do estadual) e São Paulo Crystal (vice da 2ª divisão).

Sousa foi o quinto colocado no Paraibano deste ano — Foto: Samy Oliveira / Campinense

Sobre o formato, Aldeone defendeu que essa fórmula é interessante porque tem mata-mata. O que premia uma maior emoção na competição e a chance de os times menores conseguirem o título estadual.

- O deste ano foi o melhor campeonato dos últimos cinco anos. Não teve reclamação de ninguém, de arbitragem, de nada. Não existe campeonato estadual de pontos corridos. Tem que ter a emoção na competição. Se fizermos pontos corridos, já sabemos quem vai ser campeão. É quem tem mais estrutura, quem já vem sendo campeão nos últimos anos - analisou.

O Sousa só anunciou até o momento duas peças para a sua nova equipe. Confirmou que o técnico será Givanildo Sales e que um dos atacante do novo elenco será Rodrigo Poty. A tabela do Campeonato Paraibano ainda será produzida e divulgada. A estreia do Dinossauro será com uma das equipes do Grupo A.

globoesporte

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.