Elenco do Treze reclama de atrasos de salário e se reúne com a diretoria antes de treino

Protesto aconteceu na tarde desta quarta-feira, antes do treinamento de preparação para o jogo de domingo diante do Sampaio Corrêa pela Série C

Durou pouco o bom clima do Treze, após uma importante vitória do time na Série C do Campeonato Brasileiro, diante do Globo-RN, no último domingo. É que na tarde desta quarta-feira, o elenco fez um protesto por conta de salários atrasados. Em vez de roupas de treino do clube, os jogadores estavam com trajes de passeio dentro do Presidente Vargas. Após a ameaça do grupo de não treinar, a diretoria se reuniu com o elenco.

Elenco protestou antes do treinamento desta quarta-feira — Foto: Bruno Rafael / CBN

Segundo o clube, ficou acertado que a equipe iria treinar após o encontro. Até às 16h30, horário em que a equipe do GloboEsporte.com teve que sair do PV por pedido do clube, já que o treino era fechado, nenhum jogador foi para o campo para treinar. Em suas redes sociais, o Treze colocou vídeos do elenco treinando normalmente.

Segundo alguns atletas que não quiseram se identificar, o clube deve ao grupo quase dois meses de salários. Um problema que não é de agora no Galo da Borborema. Neste mês, o clube escapou de ir a julgamento no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) após um ex-jogador do clube, o atacante Saldanha, formular uma denúncia do não pagamento de salários da época em que o jogador tinha contrato com o clube, no início deste ano.

O clube foi intimado pelo STJD, demonstrou interesse em fazer uma conciliação com o atleta, fez o acordo e acabou escapando de uma possível denúncia da Procuradoria.

Agora são os jogadores do time atual que reclamam da falta de pagamento dos vencimentos. De acordo com um dos atletas do time atual, em conversa com o repórter da CBN Campina, Bruno Rafael, se até o dia 10 de agosto o Treze não quitar os débitos, o time vai chegar a dois meses sem pagar salários. Se houver denúncia formal de atleta ou de entidade sindical representativa de categoria profissional, em caso de julgamento, o clube pode até perder pontos na terceira divisão.

Os atletas também reclamam que nos meses anteriores, os salários foram pagos em parcelas, o que prejudicou os planejamento financeiro dos jogadores. Eles também revelaram que no caso dos funcionários do clube o atraso de salários já gira em torno de quatro meses.
Vice-lanterna do Grupo A da Série C, o Treze busca desesperadamente sair da zona de rebaixamento para seguir na terceira divisão. Na última rodada, o time alcançou uma importante vitória diante do Globo-RN, primeiro time fora do Z-2. A diferença dos dois times é de apenas um ponto. Na próxima rodada, o Galo encara o Sampaio Corrêa, no domingo, no Maranhão.

Fonte: globoesporte

Publicidade

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.