Em jogo de seis gols, Botafogo-PB bate o Treze e volta ao G4 do Grupo A

Foto: Paulo Cavalcanti/ Botafogo-PB

Valeu a pena a espera. Ao menos para os botafoguenses.

No primeiro Clássico Emoção do ano, o de número 400 na história, Botafogo-PB e Treze fizeram um jogo de muitos gols e o Belo levou a melhor. Com dois gols de Felipe Alves, que entrou no intervalo, o Belo venceu por 4 a 2 e subiu na tabela de classificação, enquanto o Galo segue na zona de rebaixamento, mas com três pontos a menos que o Globo-RN, primeira equipe fora da área de degola.

Mesmo com Marcos Aurélio no banco, o Botafogo-PB usou das bolas paradas para chegar ao primeiro gol. Aos 15 minutos, Neuton cobrou falta para a área, Willian Goiano cabeceou, Mauro Iguatu fez grande defesa mas, no rebote, o próprio zagueiro completou para o fundo das redes e abrir o placar.

A primeira boa chegada trezeana começou, aos 22 minutos, com uma virada do zagueiro Ítallo para Vanger, que estava na esquerda, invadiu a área e bateu cruzado, de canhota, mas Saulo estufou o peito para rebater a bola e evitar o empate.

No minuto seguinte, falta na entrada da área pela direita, e Edy chamou a responsabilidade para bater colocado. A bola foi na rede, mas pelo lado de fora, chegando a enganar alguns torcedores do Galo que gritaram gol.

O camisa 2 do Treze estava calibrado. Em nova cobrança de falta, aos 32, Edy cobrou falta da intermediária, a bola quicou antes de chegar na meta, e passou raspando o poste direito de Saulo.

Mas quem acertou o pé foi o lateral do outro lado, também em cobrança de falta. Da intermediária, pouco a frente do círculo central, aos 37, Silva encheu o pé e mandou com violência no canto esquerdo do goleiro botafoguense e deixou tudo igual no placar.

No fim do primeiro tempo, aos 42 minutos, Clayton deixou o campo sentindo dores e deu lugar ao camisa 10 Marcos Aurélio, que fez sua estreia na Série C, depois de se recuperar de duas lesões na coxa direita.

Segundo tempo

Na volta do intervalo, o treinador Evaristo Piza sacou Nando, que praticamente não participava do jogo, e colocou Felipe Alves no comando do ataque.

Logo aos 6 minutos, o segundo gol do Botafogo-PB saiu. Após jogada pela esquerda, Juninho tentou chutar no rebote e a bola bateu em Elielton. Na sobra, Rogério chutou forte de direita, a bola resvalou em Elielton mais uma vez, só que morreu no fundo da rede de Mauro Iguatu, para delírio da torcida botafoguense.

Depois do gol do Belo, Kleber Romero mudou o Treze e colocou Cesinha e Patrick nas vagas de Marcelinho Paraíba, que assim como Nando, praticamente não participou do jogo, e Davi.

Mas quem seguia criando mais perigo era o Botafogo-PB. Aos 22, Marcos Aurélio cobrou falta da meia esquerda e obrigou Mauro Iguatu a espalmar com dificuldades para evitar o terceiro gol dos pessoenses.

Cinco minutos mais tarde, o goleiro teve participação importante no gol do Botafogo-PB. Neilson cruzou da direita, o arqueiro espalmou mal, para o meio da área, e Felipe Alves ganhou de Ítalo para bater da entrada da pequena área para mandar para o fundo do gol, ampliando o marcador.

O Galo teve chance de reagir aos 29. Eduardo estava dentro da área e foi derrubado por Erivelton. O árbitro Vinicius Gonçalves Dias marcou pênalti. O próprio camisa 9 foi para a cobrança e mandou no canto direito para fazer o segundo do Treze e recolocar o alvinegro na partida.

Na mesma moeda, o Botafogo-PB teve oportunidade para matar o Clássico. E foi em uma lambança de Mauro Iguatu. Aos 34, Ítallo recuou para Mauro Iguatu, que se atrapalhou todo, perdeu a bola e cometeu pênalti em Felipe Alves. O próprio atacante cobrou e mandou no canto esquerdo, deslocando o goleiro trezeano, e anotando seu quinto gol nesta Série C.

Com a vitória, o Botafogo-PB, mesmo com um jogo a menos que seus adversários, volta ao G4, ficando na terceira colocação na tabela, somando quinze pontos. O próximo compromisso botafoguense será no domingo (30), diante do Ferroviário-CE, fora de casa. Já o Treze permanece na nona posição, dentro da zona de rebaixamento, com seis pontos. Pela décima rodada o Galo recebe o Santa Cruz, na próxima quinta-feira (27), no estádio Amigão.

Ficha técnica

Botafogo-PB 4 x 2 Treze

Campeonato Brasileiro da Série C de 2019 (Grupo A – 9ª rodada)

Estádio: Almeidão (João Pessoa)

Arbitragem: Vinicius Gonçalves Dias (SP); Bruno Salgado Rizo (SP) e Fabrício Porfirio de Moura (SP)

Cartões amarelos: Neuton, Willian Goiano (B); Júlio Pacato, Patrick, Elielton (T)

Gols: Willian Goiano, Rogério, Felipe Alves (2x) (B); Silva, Eduardo (T)

Botafogo-PB: Saulo, Neilson, Fred, Willian Goiano, Neuton; Rogério, Marcos Vinicius, Juninho (Erivelton), Clayton (Marcos Aurélio); Kelvin e Nando (Felipe Alves). Técnico: Evaristo Piza.

Treze: Mauro Iguatu, Edy, Ítallo, Victor, Silva; Elielton, Davi (Cesinha), Júlio Pacato, Marcelinho Paraíba (Patrick); Vanger (Gil) e Eduardo. Técnico: Kleber Romero.

Fonte: vozdatorcida

Publicidade

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.