COM GOL HISTÓRICO DE MARTA, BRASIL VENCE ITÁLIA E AVANÇA NO MUNDIAL

Decisiva, Rainha define a vitória brasileira sobre as italianas, nesta terça-feira (18), chega a 17 gols em Mundiais e ultrapassa o ex-atacante Klose

Crédito:Assessoria/CBF

A Seleção Brasileira Feminina está nas oitavas de final da Copa do Mundo 2019. A classificação veio nesta terça-feira (18) após a vitória de 1 a 0 para cima da Itália no Stade du Hainaut, em Valenciennes, na França. Autora do gol da vitória do Brasil, Marta entrou para a história dos Mundiais e se tornou a maior goleadora entre homens e mulheres. Com 17 bolas na redes, a rainha deixou o alemão Klose para trás e lidera as estatísticas de forma isolada.

Com a vitória da Austrália por 4 a 1 em cima da Jamaica no outro duelo da terceira rodada, o Grupo C terminou com o empate triplo entre Brasil, Itália e Austrália. As três seleções acumularam seis pontos. Em desvantagem nos critérios de desempate, a Seleção Brasileira avançou como uma das quatro melhores terceiras colocadas.

O JOGO

Em ritmo intenso, a Seleção Brasileira tentou controlar as ações. Com as linhas avançadas, o Brasil chegou a pressionar a saída de bola e sondar a área das adversárias, mas foi a Itália que criou primeira grande chance. Aos quatro minutos, Bárbara se esticou toda e espalmou o chute rasteiro de Bonansea. A Seleção manteve a postura ofensiva e emplacou uma blitz com uma sequência de quatro escanteios consecutivos aos 16 minutos. Na primeira cobrança de Marta, Debinha antecipou a marcação, emendou de letra e por pouco não surpreendeu a goleira Giuliani, que pegou no susto. Na segunda tentativa, Marta cobrou fechado e quase anotou um gol olímpico. Aos 39 minutos, Bárbara levou a melhor novamente para cima da atacante Bonansea e parou o contra-ataque italiano.

A Seleção Brasileira voltou pressionando as italianas. Logo aos seis minutos, Andressinha ficou muito perto de abrir o marcador em cobrança de falta, mas a bola explodiu no travessão. Aos 10, Kethellen subiu mais alto que as adversárias e, de cabeça, assustou a goleira Giuliani, que viu a bola tirar tinta da trave. Com maior volume de jogo, o Brasil continuou em cima e chegou ao gol da vitória aos 28 minutos. Após Debinha ser derrubada na área, Marta mostrou categoria para definir a partida e entrar para a história dos Mundiais ao alcançar a marca de 17 gols na competição.

BRASIL: Bárbara; Letícia (Poliana), Kathellen, Mônica e Tamires; Thaísa, Andressinha, Ludmilla e Debinha; Marta (Luana) e Cristiane (Bia Zaneratto). Técnico: Vadão



















Fonte: CBF

Publicidade

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.