Casa cheia, gol no início e ‘Olé’: Seleção Brasileira e torcida fazem as pazes na Arena Corinthians


A Seleção Brasileira finalmente viu o torcedor apoiar do início ao fim e ovacionar uma atuação nesta Copa América. Motivada pelos dois gols logo no início da partida e a vitória construída diante do Peru, a torcida, que lotou a Arena Corinthians, abraçou a Seleção Brasileira até o apito final. Os mais de 42 mil pagantes viram a melhor e mais segura atuação da Seleção até o momento na competição na goleada por 5 a 0 em cima do Peru.

A torcida brasileira se comportou como ‘torcida de clube’ em diversos momentos. A massa vibrou quando os atletas faziam desarmes e lances plásticos em campo. Até mesmo cantos em apoio ao técnico Tite foram ouvidos de forma discreta na Arena Corinthians.

Recentemente, Daniel Alves, lateral-direito da equipe de Tite, criticou a torcida paulista que estava presente no Morumbi e que vaiou a equipe na saída para o intervalo quando o time empatava por 0 a 0 com a Bolívia. O ala do PSG disse na época que ‘faltava Axé’ e que teria mais apoio em Salvador.

Porém, o monótono empate e a má atuação diante da Venezuela deixaram o torcedor baiano irritado. A cada erro de passe errado era possível ouvir o chiado por parte da torcida e o silêncio enquanto a Seleção tentava o solitário gol na Arena Fonte Nova. Ao apito final do senhor Julio Bascuñan, do Chile, ouve uma sonora vaia para a equipe brasileira.

Agora, a Seleção Brasileira vai a Porto Alegre, local do amistoso diante da seleção de Honduras, para a disputa das quartas de final. Na coletiva de imprensa após o empate em Salvador, o técnico Tite pediu um pouco mais de ‘carinho’ ao torcedor gaúcho, relembrando a baixa procura de ingressos, quando apenas pouco mais de 16 mil pessoas estiveram no Beira-Rio. “Expectativa era mais, pensei que viesse mais gente. Mas não sei dizer o porquê. Se fosse jogo de Copa América, jogo valendo, traz apelo maior”, disse o treinador.

Fonte: foxsports

Publicidade

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.