Análise: Evaristo Piza "retorna às origens", e Botafogo-PB volta a mostrar volume de jogo

Técnico fez algumas modificações táticas e outras de peças, que surtiram efeito na partida contra o Globo FC nesse domingo. Ponto negativo fica por conta de mais um gol sofrido na Série C

Foto:Paulo Cavalcanti / Botafogo-PB

O Botafogo-PB se reabilitou após uma pesada derrota por 3 a 0 para o Confiança pela Série C do Campeonato Brasileiro. Nesse domingo, foi a vez do time de Evaristo Piza marcar três vezes, voltar a vencer, jogar bem e se firmar no G4 do Grupo A da terceira divisão. A equipe ainda levou um gol e chegou ao décimo jogo seguido sendo vazado. Um dos poucos pontos negativos do Belo na boa vitória do time por 3 a 1 diante do Globo FC no Estádio Almeidão.

Após várias tentativas de variação e escalações e uma sequência grande de partidas com pouca inspiração, Evaristo Piza resolveu “voltar às origens”. Recolocou o zagueiro Willian Goiano no time titular, botou Marcos Vinícius para jogar novamente mais atrás dos meias, abriu Juninho e deixou Clayton mais por dentro, dando ao camisa 7 mais liberdade para se infiltrar e definir.

Clayton voltou a jogar mais perto do gol e acabou balançando as redes — Foto: Paulo Cavalcanti / Botafogo-PB

Resultado: bom volume de jogo, várias chances criadas, três gols marcados e um ótimo retorno ao bom futebol. Foram 21 finalizações do Belo contra 11 do Globo FC, sendo 11 chutes no alvo do time paraibano contra 1 (o gol) da equipe potiguar. Piza escalou o time com Saulo, Neilson, Fred, Willian Goiano e Fábio Alves; Rogério, Marcos Vinícius; Juninho, Kelvin e Clayton; Nando.

O time demonstrou importantes variações. O muito usual 4-2-3-1 de Piza virou em campo, nesse sábado, um 4-4-2, com Clayton muito mais como um segundo atacante, mas muitas vezes fechando a linha de meio e saindo em transição por dentro. Com isso, o meia jogou bem mais à vontade, flutuando com muita liberdade por onde quisesse, mas investindo bastante em suas chegadas na área para tentar definir. Um dos gols saiu de um oportunismo ao pisar perto da pequena área e aproveitar um rebote de uma finalização de Juninho.
Aberto pela esquerda, Kelvin também alternou algumas vezes entre a linha de meio, onde jogou a maior parte da partida, e uma proximidade maior com Nando - foi assim no comecinho da partida. Jogando aberto pela esquerda, foi um escape interessante do time, fez uma boa partida defensiva, acompanhando o lateral-direito do Globo FC, mas acabou não se destacando tanto ofensivamente já que acabou neutralizado em suas investidas.

Marcos Vinícius (o mais à esquerda) fez ótima partida, atuando mais a partir de trás do campo — Foto: Paulo Cavalcanti / Botafogo-PB

Aberto pela direita, Juninho deixou de jogar por dentro e voltou ao local onde se notabilizou na temporada passada com Evaristo Piza. Teve liberdade para encostar mais na área, fez boa partida defensiva - como de costume - e dialogou bem com Neilson pela ala.

A mudança que mais surtiu efeito, no entanto, foi com Marcos Vinícius. O meia voltou a jogar de trás, perto de Rogério, tendo responsabilidades defensivas, mas com o poder de jogar em transição sempre que o time recuperava a bola no campo de defesa.

Neilson foi bem acionado na direita, conseguiu tabelas, mas pecou na qualidade de alguns últimos passes — Foto: Paulo Cavalcanti / Botafogo-PB

Além disso, foi primordial para dar o ritmo da equipe nos primeiros passes da construção e, com liberdade para também chegar à frente, conseguiu com boas conduções de bola, quebrar linhas, para chegar próximo ao ataque e buscar boas enfiadas para quem tava aberto e até finalizações de fora da área. Jogou como vinha jogando no início do ano, no melhor momento do Botafogo-PB na temporada.

Piza ainda tentou uma nova dupla de zaga. Deu nova chance a Willian Goiano, que formou dupla com Fred. A desorganização defensiva e ofensiva do Globo FC não permitiu que a dupla fosse bem testada. Nas poucas investidas do time potiguar, a defesa soube neutralizar bem os adversários. Apesar disso, quando Rodolfo Mol entrou no lugar de Fred, a equipe sofreu um gol. Já são 10 jogos seguidos com o Belo sofrendo gols na temporada. Em todas as rodadas da Série C, o time foi vazado.

O Botafogo-PB chegou aos 12 pontos e segue em terceiro lugar do Grupo A, já que o Santa Cruz venceu o Confiança também por 3 a 1. Com isso, o Belo não conseguiu passar o Tricolor. O time paraibano agora se prepara para a oitava rodada da terceira divisão. O Belo encara o Náutico no próximo domingo, no Estádio dos Aflitos, às 18h.

Fonte:globoesporte

Publicidade

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.