Veterano na Série C, Botafogo-PB quer usar experiência para, enfim, conseguir o acesso em 2019

Desde que voltou à terceira divisão nacional, em 2014, o Belo é o único time que ainda não tomou rumo - nem subiu, nem caiu. No próximo domingo, o time estreia contra o Ferroviário

Foto: Francisco França/Jornal da Paraíba

O Botafogo-PB vive uma sina. A constante presença na Série C do Brasileiro já inquieta o próprio clube, que anseia intensamente o seu acesso à Série B. Afinal, desde 2014, quando retornou à terceira divisão nacional, o Belo já vai para a sua sexta temporada seguida na competição e é o único time que ainda não tomou um rumo: não conseguiu o acesso, mas, por outro lado, também não foi rebaixado. Para se ter uma ideia, os outros 19 times que disputaram a edição daquele ano, em algum momento, já subiram ou desceram de divisão.

Paysandu e Juventude são exemplos de times que disputaram a Série C em 2014, ao lado do Botafogo-PB, mas seguiram seus caminhos em outras divisões depois disso. O Papão da Curuzu, subiu para a Série B ainda naquele ano, e o Juve conseguiu o acesso dois anos mais tarde, em 2016. Já no ano passado, os dois foram rebaixados e voltam a integrar a Terceirona nesta temporada.

O Treze também se encaixa nesse exemplo, mesmo que o seu caminho tenha sido mais árduo. Em 2014, o Galo caiu para a Série D e só no ano passado conseguiu a retomada, com um louvável regresso à Série C. Os três clubes voltam a disputar a terceira divisão nesta temporada. Junto ao Juventude, o Paysandu agora integra o Grupo B. O Treze volta a compor o Grupo A.

Em 2016, o Botafogo-PB foi eliminado para o Boa Esporte com gol no último minuto. Partida ia para os pênaltis — Foto: Chiarini Jr.

Além do Botafogo-PB, Salgueiro e Cuiabá eram os últimos times que ainda remanesciam na Série C ente 2014 e 2018. Não são mais. O Carcará, que subiu junto com o Belo da D para a C em 2013, deixou a desejar e foi rebaixado no ano passado para a quarta divisão. Enquanto isso, o Dourado, em sua primeira vez competindo no Grupo B, conseguiu a classificação para a fase mata-mata e, diante do Atlético-AC, se deu melhor nos dois jogos, alcançando então o desejado acesso à Série B de 2019.

A sexta participação consecutiva neste páreo predispõe o Alvinegro da Estrela Vermelha a uma busca mais ferrenha em busca da maior ambição nos últimos anos. É que o Botafogo-PB já encarou 27 adversários diferentes no torneio nacional, desde que voltou a disputar a competição. E, por mais que exista uma solidificação interna do clube, a cobrança passou a ser notada, mesmo que muitas vezes seja minimizada no discurso dos dirigentes.

OS 27 ADVERSÁRIOS ENFRENTADOS PELO BOTAFOGO-PB NA SÉRIE C DESDE 2014:

Paysandu, CRB, Águia, Cuiabá, Salgueiro, Fortaleza, Salgueiro, Treze, Crac, Asa, Vila Nova, Confiança, América-RN, Icasa, Remo, River-PI, ABC, Sampaio Corrêa, CSA, Moto Club, Náutico, Atlético-AC, Santa Cruz, Globo, Juazeirense, Boa Esporte, Botafogo-SP

Juninho - ainda no elenco botafoguense - marcou o gol que deu vantagem ao Belo no mata-mata do ano passado — Foto: Pedro Alves / GloboEsporte.com

Por sua vez, a garantia do calendário repleto de competições traz o tom de estabilidade nos bastidores do Botafogo-PB. Desde 2014, além da Série C, o Belo tem tido presença frequente na Copa do Nordeste e na Copa do Brasil. Com isso, os recursos financeiros que cada competição rende aos cofres alvinegros trazem mais calmaria na hora de repensar o planejamento. Algo bem diferente do que acontecia há 10 anos, por exemplo, quando o clube vivia um severo jejum de títulos e, como risco no calendário, só tinha o Campeonato Paraibano.

E o Botafogo-PB está às vésperas de mais uma nova jornada na Série C, em busca do acesso. A estreia é neste domingo, contra o Ferroviário, no Estádio Almeidão, às 17h.

Fonte: globoesporte

Publicidade

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.