No Amigão, Botafogo-PB bate o Campinense e abre vantagem nas finais do Paraibano

Foto: Nádya Araújo/ Botafogo-PB

Na noite desta quarta-feira (17), Campinense e Botafogo-PB fizeram a primeira partida das finais do Campeonato Paraibano de 2019, no estádio Amigão, em Campina Grande. Mesmo com um pênalti desperdiçado por Nando, o Belo conseguiu vencer por 2 a 1 e leva boa vantagem para o duelo de volta, em João Pessoa.

Logo no início de jogo, o Botafogo-PB utilizou talvez sua principal arma para começar a final em vantagem. Aos 7 minutos, Marcos Aurélio cobrou falta da meia direita com força, e a bola passou por baixo de Wagner Coradin, no lado esquerdo da meta rubro-negra, para estufar as redes no Amigão.

Dois minutos depois, bobeira da defesa raposeira. Nando desviou de cabeça no meio campo e a bola foi para Marcos Aurélio, que apareceu livre, e foi derrubado por Wagner Coradin. Na cobrança, Nando isolou, mandou por cima do travessão, e desperdiçou a chance de ampliar o placar.

O treinador Francisco Diá não gostou nada do início de jogo do Campinense, e logo aos 14 minutos colocou o meia Gabriel no lugar do volante Romeu, deixando seu time mais ofensivo.

Mesmo com a penalidade desperdiçada, o Belo tinha a vantagem e passou a tentar administrá-la, dando campo para a Raposa jogar. Com mais posse de bola, o time da casa rondava a meta de Saulo, mas tinha dificuldades e não conseguia criar oportunidades claras.

A primeira boa chegada do Campinense veio aos 33 minutos, quando Chaveirinho cruzou da direita e João Paulo cabeçou livre na primeira trave, mas mandou a bola para fora.

Quatro minutos depois, quase o segundo gol botafoguense. Marcos Aurélio bateu da meia direita cruzado, e Wagner Coradin se esticou todo para desviar com a ponta dos dedos e mandar a bola para escanteio.

Ainda antes do fim do intervalo, Diá fez a segunda alteração na Raposa, tirando Chaveirinho, que fez péssima partida, para promover a entrada de Denis.

Já nos acréscimos, o Campinense teve sua chance mais clara na primeira etapa. Aos 47 minutos, Lopeu fez a parede na marca do pênalti e só rolou para João Paulo, que estava livre na grande área, e bateu no canto direito do arqueiro pessoense, mas a bola passou ao lado e foi pela linha de fundo.

Um minuto depois, Lopeu foi lançado e Saulo se antecipou para cortar. Na sobra, James soltou a bomba de pé direito, mas a bola foi por cima do gol.

Segundo tempo

Na desvantagem no marcador, o Campinense não conseguia se infiltrar na zaga botafoguense no início da segunda etapa, e na sua primeira chegada, o Belo já assustou.

Aos 10, Marcos Vinicius fez boa jogada pela esquerda e tocou para Nando, que quase da pequena área dividiu com o zagueiro e bateu firme de pé canhoto, mas a bola foi pela linha de fundo, a direita da meta de Wagner Coradin.

O Campinense dava sinais de cansaço após a metade do segundo tempo, e o Botafogo-PB administrava a vantagem.

Mas em uma jogada em velocidade a Raposa chegou na área botafoguense. Aos 32 minutos, Denis avançou pela direita e tocou para trás para buscar Lopeu, mas o camisa 9 errou o chute e desperdiçou uma grande chance de deixar tudo igual no marcador.

O time da capital voltou a assustar aos 36, novamente em cobrança de falta de Marcos Aurélio. Da meia esquerda, o camisa 10 mandou a bola raspando o ângulo direito do camisa 1 rubro-negro.

Aos 40, um banho de água fria no torcedor rapiseiro. Marcos Aurélio deu um passe de cinema para Dico, que ganhou da zaga na velocidade e tocou no canto esquerdo, na saída de Wagner Coradin, para fazer o segundo do Belo.

Mas dois minutos depois, um respiro para a decisão. Em cobrança de falta, Neilson contou com a ajuda da barreira, que abriu, e mandou no canto esquerdo de Saulo, diminuindo a diferença no placar.

Com a vitória por 2 a 1, o Botafogo-PB joga por um empate no sábado (20), no Almeidão, para ficar com a taça. O Campinense precisa vencer por vantagem de dois gols para levar o troféu para Campina Grande. Caso o triunfo rubro-negro seja por um gol de diferença, o campeão será definido nas cobranças de pênaltis.

Ficha técnica

Campinense 1 x 2 Botafogo-PB

Campeonato Paraibano de 2019 (1º jogo das finais)

Estádio Amigão (Campina Grande)

Arbitragem: Dewson Freitas (FIFA); Schumacher Marques e Ruan Neres

Cartões amarelos: Wagner Coradin, Gabriel (C); Rogério (B)

Gols: Neilson (C); Marcos Aurélio, Dico (B)

Campinense: Wagner Coradin, Neilson, Jean, Richardson, James (João Victor); Cleber, Romeu (Gabriel), Vitor Maranhão, João Paulo; Chaveirinho (Denis) e Lopeu. Técnico: Francisco Diá.

Botafogo-PB: Saulo, Israel, Lula, Donato, Fábio Alves; Rogério, Wellington, Marcos Vinicius (Dico), Clayton, Marcos Aurélio; Nando (Paulo Renê). Técnico: Evaristo Piza.

Fonte: vozdatorcida

Publicidade

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.