Com novidade, Botafogo-PB embarca para início de maratona decisiva

Foto: Nádya Araújo/ Botafogo-PB

“É a hora da verdade”.

A frase proferida pelo técnico Evaristo Piza, do Botafogo-PB, antes de embarcar para o Paraná, reflete bem o que reservam os próximos dias para todo time botafoguense.

Na quarta-feira (03), o time da Maravilha do Contorno enfrenta o Londrina, pelo jogo de volta da terceira fase da Copa do Brasil, precisando reverter um revés de 2 a 0, sofrido no Almeidão. No fim de semana, pega o CSA-AL, time de Série A do Campeonato Brasileiro, nas quartas de finais da Copa do Nordeste, em João Pessoa. E na outra semana tem dois duelos contra o Nacional de Patos, pelas semifinais do Campeonato Paraibano.

Com uma temporada convincente e com bons resultados conquistados até agora, o técnico do Belo sabe que tudo faz parte do passado, e que a maratona decisiva pode jogar todo bom trabalho realizado por água abaixo.

– Tudo que foi feito até agora está lindo e maravilhoso, só elogios. Foram 24 pontos no Paraibano, 18 na Copa do Nordeste, futebol eficiente, vistoso. Conseguimos os objetivos das fases anteriores da Copa do Brasil. Mas a partir de agora, tudo que foi construído pode ser destruído. É a hora da verdade. Cada um com seu peso de dificuldade – afirmou.

Mesmo com uma situação bastante complicada para enfrentar na Copa do Brasil, já que precisa vencer por três gols de diferença para se classificar, ou por dois para levar a decisão para os pênaltis, o treinador se mostra confiante em fazer um grande jogo e buscar a vaga nas oitavas de final da competição.

– A expectativa é das melhores possíveis. Sabendo das adversidades, de estar com um 2 a 0 contra, mas jogando com sabedoria, com inteligência, vamos tentar tirar o adversário do conforto. Buscar, mesmo fora de casa, retomar as atuações que estamos tendo, independente de estar jogando distante, de ter uma proposta de jogo bem definida, como aconteceu contra Operário-MT e Tombense-MG. Nada é impossível, temos que ter organização e buscar o resultado, com todo respeito ao Londrina. A gente vem com um desempenho muito bom fora de casa. Perdemos duas, com a equipe alternativa, contra Perilima e Atlético. Temos jogos convincentes contra o Vitória, em Salvador, os dois jogos da Copa do Brasil. Isso nos dá confiança para ir para Londrina e, mesmo com a situação adversa, trazer a classificação para João Pessoa – disse.

Com a sequência de jogos decisivos, Piza pretende contar com o que há de melhor em seu elenco em todos os jogos, mas ainda não sabe que escalação vai utilizar no Estádio do Café, na quarta-feira. Rogério, suspenso pelo terceiro amarelo, e Dico, lesionado, são baixas. No lugar do atacante, Juninho, meio campista que está de volta ao clube, pode ser opção, já que viaja com a delegação.

– Tive algumas situações no departamento médico. Vou pensar até amanhã, em Londrina, mas a ideia é a ideia de colocar uma equipe que vá pressionar o adversário, buscar agressividade para reverter esse quadro adverso – explicou.

Fonte: vozdatorcida

Publicidade

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.