Árbitro relata invasão de campo e explica expulsão de Birungueta: "Oportunidade clara de gol"

Cartão vermelho dado por Marcelo Aparecido para Birungueta, do Nacional-PB, foi o lance mais polêmico do jogo entre Botafogo-PB e Canário pela semifinal. Após expulsão, Belo virou o jogo

O árbitro Marcelo Aparecido, de São Paulo, mas que pertence ao quadro da Federação Paraibana de Futebol (FPF), gastou a tinta de sua caneta para explicar algumas coisas que aconteceram na partida dessa quarta-feira, entre Botafogo-PB e Nacional de Patos, pela ida da semifinal do Campeonato Paraibano. Teve de tudo! Garrafas arremessadas, invasão de campo e uma expulsão altamente polêmica.

Nacional de Patos x Botafogo-PB, Nacional de Patos, Botafogo-PB, Marcelo Aparecido — Foto: Reprodução

Tudo devidamente registrado pelo árbitro na súmula da partida, que já está à disposição do torcedor no site da FPF. De acordo com o documento oficial do confronto, a expulsão de Birungueta, que foi bastante criticada por torcedores, dirigentes, jogadores e comissão técnica do Canário do Sertão, se deu por conta de que o jogador nacionalino impediu uma oportunidade clara e manifesta de gol de Marcos Vinícius, meia do Botafogo-PB.

- Expulsei do Nacional o sr. João Emanoel Ferreira Souza (Birungueta) por impedir uma oportunidade clara de gol, atingindo o seu adversário no rosto com o braço - relatou o árbitro.

Além da explicação sobre o lance, Marcelo Aparecido também relatou outros episódios. Segundo o juiz, o auxiliar do Nacional de Patos, José Ivan dos Santos, invadiu o campo. Durante o jogo, objetos foram arremessados no gramado do José Cavalcanti, e isso também foi registrado pelo árbitro.

Ao fim da partida, ainda segundo Marcelo Aparecido, o presidente do Nacional de Patos, Cleodon Bezerra, xingou o árbitro com as seguintes palavras: “Quero ver você sair daqui. Hoje a torcida vai te esperar. Você merece apanhar. Seu sem vergonha. Paulista safado, ladrão”.

Dentro de campo, o Nacional de Patos vinha fazendo uma boa partida até a expulsão de Birungueta. O time vencia por 1 a 0 quando ficou com um a menos no jogo. Depois disso, o Botafogo-PB achou mais espaço e virou o placar para 2 a 1. O duelo de volta da semifinal acontece neste domingo, no Estádio Almeidão, a partir das 17h. O Belo joga por um empate, enquanto que o Canário precisa vencer o jogo por um gol de diferença para levar a decisão da vaga na final para os pênaltis.

Fonte: globoesporte

Publicidade

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.