Flamengo reconhece que Ninho do Urubu está irregular, mas descarta ligação com incêndio

Reinaldo Belotti, CEO do clube, ressaltou que prioridade é atender familiares das vítimas e dar suporte aos atletas feridos

Reinaldo Belotti não respondeu a perguntas: fez somente um pronunciamento - Marcio Mercante / Agencia O Dia

O CEO do Flamengo, Reinaldo Belotti, fez um pronunciamento na tarde deste sábado sobre o incêndio que matou 10 atletas no Centro de Treinamento (CT) Ninho do Urubu, na sexta-feira. Durante a declaração na sede do clube na Gávea, Zona Sul do Rio, Belotti afirmou que embora o alojamento tenha certificado de regularidade expedido pela Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) e pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, era necessário nove certificados do Corpo de Bombeiros, mas o clube possuía somente oito. Mas ele disse que a falta de licenças não tem relação com incêndio e que a ressaltou que a prioridade é atender familiares das vítimas e dar suporte aos atletas feridos.

Segundo o dirigente, apesar das instalações terem sido pouco atingidas pelas fortes chuvas que castigaram o Rio na quarta-feira, a região de Vargem Grande, onde fica o Centro de Treinamento, foi bastante afetada e consequentemente o CT sofreu com picos de energia que podem ter influenciado uma falha no ar condicionado.

"O que sabemos é que entre a noite de quinta e sexta-feira aconteceram vários picos de energia. O problema começou no ar condicionado mas ninguem pode garantir. Os picos podem ter afetado e ocasionado os incêndios. O acidente não foi por falta de investimento do flamengo, não foi por falta de cuidados. Aquela turma era o nosso futuro". "Esses atletas chegaram na segunda, eles estavam de férias. Preventivamente fizemos uma manutenção em todo o sistema de ar, temos isso registrado", completou. 

Para Belotti a prioridade no momento é dar suporte aos familiares e acompanhar os atletas feridos, com auxílio de psicólogos e assistentes sociais. "Trouxemos os familiares para o Rio e levamos todos para um centro de acolhimento em um hotel no Recreio. Qualquer movimentação desse pessoal está sendo feito com nosso apoio. Continuamos trabalhamos em cima da apuração e estamos levantando toda a dolcumentação". "Já identificamos cinco corpos e estamos providenciando o translado de avião de carreira ou jato fretado se for necessário. Termos três atletas hospitalizados e esses também trouxemos os familiares. Estamos acompanhando todo o desenvolvimento nos hospitais. Um deles está mais grave, estamos lá dia e noite com nossos representantes médicos".

Alojamento não era 'puxadinho'

Belotti também elogiou as instalções dos modulares onde ficava o alojamento. "Estamos falando em alojamentos modulares que foram instalados em 2011. Por esse alojamento passaram vários titulares do Flamengo, jogadores consagrados como, por exemplo, Ronaldinho Gaúcho, Vágner Love, e outros. Foi utilizado também pela seleção olímpica de futebol do Brasil. Era confortável, adequado e que mostrávamos com orgulho".

Fonte: meiahora

Publicidade

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.