Leandro Castan pede atitude e personalidade contra o Furacão


A última atividade vascaína antes da importante partida contra o Atlético Paranaense foi realizada na tarde desta terça-feira (13/11) no CT do Almirante, em Vargem Pequena. Na ocasião, a comissão técnica dividiu o grupo em dois para a realização de um trabalho tático. A movimentação foi importante para o treinador Alberto Valentim fazer os últimos ajustes na equipe, que não contará com algumas peças importantes.

Leandro Castan durante atividade do Gigante- Foto arquivo: Rafael Ribeiro/Vasco.com.br

O goleiro Martín Silva, o zagueiro Ricardo Graça e o polivalente Yago Pikachu estão suspensos, enquanto o também defensor Werley segue entregue ao departamento médico. Outro que pode não entrar em campo diante do Furacão é Maxi López. O argentino sofreu um corte no pé direito no jogo do último final de semana, diante do Grêmio. Apesar dos problemas, Leandro Castan acredita em boa apresentação na Colina.

- O Maxi, infelizmente, teve esse problema e ainda não sei se ele irá jogar ou não, mas seu substituto, caso seja necessário, precisa estar pronto para aproveitar a oportunidade. É uma chance que está surgindo numa reta final de competição, onde os jogadores costumam deixar seus nomes marcados. Tenho certeza que o escolhido pelo Valentim vai dar o máximo para corresponder à altura essa ausência do Maxi, que vinha nos ajudando muito. Nós dependemos apenas das nossas próprias forças e não podemos focar nos outros. Temos que nos concentrar naquilo que necessitamos fazer para vencer. Amanhã teremos um jogo importante e precisamos fazer a nossa parte - afirmou o camisa 25.

Contra o Atlético Paranaense, assim como nas outras exibições do Vasco da Gama no Campeonato Brasileiro, o Estádio de São Januário receberá um grande público. Aproximadamente 20 mil ingressos já foram vendidos de forma antecipada, e a expectativa é a de que o número de presentes seja o maior do Club atuando na Colina Histórica na temporada 2018. A demonstração de amor dos cruzmaltinos foi exaltada por Leandro Castan.

- É sempre mais fácil quando estamos jogando com o torcedor do nosso lado. A torcida o Vasco é daquelas que empurra o time mesmo. O exemplo disso foi naquela partida contra o Internacional, quando o estádio tava bonito. Sabemos que precisamos fazer nossa parte dentro de campo para trazer o torcedor para o nosso lado. É começar atacando desde início e jogar como Vasco. A gente veste a camisa de um clube Gigante e temos que ter atitude e personalidade, principalmente quando o jogo é em São Januário - declarou o defensor, revelando por fim qual será a postura vascaína na partida.

- Temos que ter nesse jogo contra o Atlético Paranaense a mesma postura que tivemos diante do Internacional. Jogamos um bom futebol, fomos agressivos e poderíamos ter saído de campo com os três pontos. Essa partida é aquela que precisamos tirar como exemplo. Se tivermos uma exibição daquele nível, temos grandes chances de conquistar um resultado positivo amanhã. Quando disse aqui que podemos jogar de igual para igual com qualquer time do Brasil, não falei da boca para fora, realmente acredito nisso - finalizou Leandro Castan.

Vasco

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.