Jogador de ataque do Espectros vive expectativa para reencontrar o Tubarões na semi do Brasileiro


Atleta do setor de ataque dos Fantasmas, Felipe Jardim defendeu o time brasiliense em 2010, mas jogou praticamente toda a sua carreira na equipe paraibana

A famosa "lei do ex" é, para muitos futebolistas brasileiros, uma lei que quase nunca falha. A expressão é adotada quando um jogador que já defendeu as cores de determinado clube passa a atuar em outro time e balança as redes quando ocorre o reencontro com sua ex-equipe. Corriqueiramente, em partidas de futebol, a lei faz novas vítimas e esses ex-jogadores são tidos como verdadeiros carrascos. E, neste fim de semana, tem paraibano torcendo para que essa tal "lei do ex" se repita, mas no futebol americano.

Felipe Jardim está no Espectros deste 2008, tendo parado apenas para defender o Tubarões em 2010 e para se dedicar a outros projetos em 2017 — Foto: Anderson Silva / João Pessoa Espectros

O João Pessoa Espectros vai enfrentar o Tubarões do Cerrado, em Brasília, no próximo domingo, pela semifinal do Campeonato Brasileiro de Futebol Americano. E a equipe paraibana tem no seu elenco um ex-jogador do time brasiliense: Felipe Jardim, que atua no setor ofensivo e vai ajudar os Fantasmas a tentar superar o adversário e seguir sonhando com o título da competição nacional.

Felipe está no Espectros desde 2008, mas no ano de 2010 foi emprestado ao Tubarões do Cerrado para participar da Liga Brasileira de Futebol Americano (LBFA). De volta ao Rubro-Negro paraibano, ele vê o reencontro com a equipe brasiliense, marcado para às 10h ddo domingo (horário de Brasília), cada vez mais próximo.

Por conta da velocidade com a qual o futebol americano se modifica ano após ano, Jardim mal conhece a fundo a sua ex-equipe. Por isso, os Fantasmas vêm treinando há semanas para ajustar o esquema tático e ainda se adaptar às mudanças climáticas, já que a umidade da Paraíba pouco se assemelha à de Brasília.

globoesporte.globo

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.