Brasil vence o Uruguai com gol de Neymar de pênalti.

Camisa 10 da seleção brasileira faz seu gol de número 60 no penúltimo compromisso do ano de 2018. Time melhora com entradas de Allan e Richarlison no segundo tempo

PRIMEIRO TEMPO

Sem Philippe Coutinho pela primeira vez, Tite apostou numa formação com Neymar saindo da esquerda para a direita - o que é habitual para o camisa 10 - e Renato Augusto no meio de campo - este com participação pequena na troca de passes e tentando achar lugar pelo ataque. A primeira etapa terminou com seis finalizações brasileiras contra quatro do Uruguai - mas as uruguaias com algum perigo a mais, como nos chutes de Suárez e de Cavani. As duas em erros na saída de bola brasileira. Primeiro, de Danilo, depois de Arthur.

Foram cinco cartões amarelos no primeiro tempo - três para os uruguaios, dois para os brasileiros (Douglas Costa e Walace). O volante ex-Grêmio fez bom primeiro tempo, com duas finalizações - um chute de fora da área e uma cabeçada em cobrança de escanteio. Mas o Brasil errou bastante na criação das jogadas. Principalmente quando tentou inverter as jogadas para Douglas Costa, sempre bem vigiado.

Allan desarma Laxtal no campo defensivo: meia entrou bem contra o Uruguai, na estreia pela Seleção (Foto: vReuters/Peter Cziborra)

SEGUNDO TEMPO

Aos 13 e aos 20 minutos, Tite mudou a Seleção. Colocou Allan na vaga de Renato Augusto e Richarlison no lugar de Douglas Costa. Antes disso, o Brasil não mudou muito a produção dependente de Neymar. Era tanto lugar no campo que ele aparecia que uma tentativa de calcanhar frustrada deu chance para o Uruguai. O 10 brasileiro perdeu outra bola no meio de campo e proporcionou outro contra-ataque uruguaio.

O meio de campo do Napoli fez o lado direito brasileiro funcionar. Allan tabelou com Firmino, foi à ponta e cruzou errado, depois tabelou com Danilo no lance do pênalti. Um pênalti cometido por Laxalt, mas... com toque de mão anterior de Danilo na dividida. Neymar bateu e fez o gol de número 60 dele pela Seleção. A outra grande chance da seleção brasileira foi com Richarlison, que pegou de primeira para defesa de Campaña, depois de linda enfiada de Neymar.

Brasil Uruguai amistoso Neymar (Foto: Reuters)

O camisa 10 errou invertidas de jogo, perdeu bola perigosa na defesa e no meio de campo, fez um gol anulado, outro de pênalti que não deveria ter sido marcado se o árbitro visse a mão de Danilo, mas foi, de longe e como sempre, o jogador que criou na seleção brasileira. Marcou seu gol de número 60. Faltam seis para alcançar Zico.

Ge

Publicidade

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.