A histórica trajetória de Danilo com o manto alvinegro

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

A temporada de 2009 foi fenomenal para o Corinthians. Com a presença de Ronaldo, o Timão conquistou o Campeonato Paulista de forma invicta e a Copa do Brasil. Antes do fim do ano, a Fiel ganhou, de quebra, um grande presente de Natal: a confirmação da contratação do meia Danilo, que estava no Kashima Antlers (JAP), no dia 21 de dezembro.

Ao lado de todo o elenco, Danilo se apresentou oficialmente em 04 de janeiro de 2010. A estreia aconteceu no dia 27 do mesmo mês. Com a presença de pouco mais de 15.584 torcedores pagantes, o meia foi um dos titulares e atuou os 90 minutos no empate com o Mirassol em 1 a 1, pelo Campeonato Paulista.

Dois meses depois da estreia com o manto alvinegro, Danilo balançou as redes pela primeira vez no Corinthians. Assim como iria acontecer outras tantas vezes, o jogador marcou gol em um clássico. No dia 28 de março, no estádio do Pacaembu, o camisa 20 fez um dos quatro do Timão na emocionante vitória por 4 a 3 sobre o São Paulo, pelo mesmo Campeonato Paulista de 2010.

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

Apesar do começo promissor, a temporada de 2010 não rendeu títulos ao Corinthians de Danilo e Cia. Além de não levantar taças, o meia também fez poucos gols no primeiro ano no Alvinegro: foram apenas três em 49 partidas disputadas. 

O ano seguinte não começou de maneira positiva, já que o camisa 20 participou dos dois jogos da pré-Libertadores diante do Tolima (COL). A sequência da temporada de 2011 foi de reconstrução – bem-sucedida – para o Timão. Com boa participação de Danilo, o Corinthians foi vice-campeão do Paulistão e conquistou o Campeonato Brasileiro pela quinta vez na história – na campanha do título nacional, o meia marcou gols importantes, como contra Coritiba (2x1), São Paulo (5x0) e Vasco (2x2).

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

O histórico ano de 2012 também consolidou Danilo como ídolo do Corinthians. O jogador teve fundamental importância nas conquistas da Copa Libertadores da América e do Bi Mundial de Clubes da FIFA. Entre outros tantos fatos, como não lembrar do gol contra o Santos na semifinal do torneio continental e da participação essencial nas jogadas dos tentos diante do Boca Juniors e do Chelsea!?

Danilo comemora o gol sobre o Santos, na semifinal da Libertadores. Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

Meia em campo, contra o Chelsea, na final do Mundial de 2012, em Yokohama. Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

A temporada 2013 reforçou ainda mais a condição de Danilo como ídolo histórico do Corinthians. O jogador novamente teve importância fundamental na conquista de dois títulos: Campeonato Paulista, em que marcou o gol na final contra o Santos (1x1); e a Recopa Sul-Americana, em que balançou a rede na vitória sobre o São Paulo no segundo jogo da decisão (2x1) e ainda, como capitão, ergueu a taça.

Na foto, Danilo comemora o gol na final do Paulistão de 2013, em cima do Santos. Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

Capitão, Danilo ergue a taça da Recopa Sul-Americana, conquistada sobre o São Paulo. Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

Depois de passar a temporada de 2014 sem novos títulos, Danilo teve boa participação na conquista do Hexa do Brasileirão em 2015. O meia foi opção na equipe comandada pelo técnico Tite, que tinha Jadson e Renato Augusto como titulares. 

Em 2016, Danilo sofreu o pior episódio de sua passagem pelo Corinthians. No dia 30 de agosto, o meia precisou sair de ambulância do CT por conta de fraturas na tíbia e na fíbula da perna direita. Em março de 2017, quando o jogador ainda se recuperava, o Dr. Joaquim Grava ainda declarou que o atleta correu risco de amputação.

O retorno de Danilo aos gramados aconteceu apenas em 15 de novembro de 2017. E a volta aconteceu em grande estilo: já nos acréscimos, o meia entrou no lugar de Jô e participou oficialmente da vitória por 3 a 1 contra o Fluminense, que consolidou a vitoriosa campanha do Hepta do Brasileirão.

Danilo contra o Fluminense, no jogo que confirmou o Heptacampeonato Brasileiro. Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

Em 2018, Danilo teve boa participação na conquista do Campeonato Paulista, tendo batido – e convertido – cobranças nas decisões por pênaltis contra São Paulo (semifinal) e Palmeiras (final). No Brasileirão, balançou as redes pela última vez* com o manto alvinegro ao marcar duas vezes na vitória por 2 a 1 sobre o Bahia.

Danilo marca contra o Bahia, no Brasileirão 2018. Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

*Danilo marcou mais um gol com o manto corinthiano depois do duelo contra o Bahia. Diante do São Paulo, na Arena Corinthians, o meia chegou a abrir o placar, mas o árbitro anulou o tento legal – a bola ultrapassou a linha.

Corinthians

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.