Segunda Divisão entra na reta decisiva

Dos três times com pior campanha no Campeonato Paraibano da Segunda Divisão de 2018, o Spartax de João Pessoa, está em situação mais complicada. A equipe que, não pontuou ao lado de Picuiense e Sabugy, depois de três rodadas, sequer marcou um gol, na competição.


O Spartax é o último do Grupo do Litoral. Comandado por José Dóia o time teve chance de conseguir seu primeiro ponto, na rodada passada, pois chegou a perder um pênalti, nos últimos minutos, através de Gilmar. O Spartax acabou sendo derrotado por 1 a 0, para o São Paulo Crystal, no Carneirão. O Spartax antes tinha perdido para Internacional (3×0) e Confiança de Sapé (2×0).

Agora, o professor José Dóia prepara o time para buscar a reabilitação contra o São Paulo Crystal, pela fase de volta. Caso vença, o Spartax entrará no páreo em busca da classificação. “Na verdade vamos lutar para deixar o time, pelo menos, numa melhor posição. Tivemos chance no jogo passado, mas perdemos e agora fica difícil”.

Outro equipe que precisa vencer para continuar com chance de classificação, é a Picuiense, que faz parte do Grupo do Agreste, ostentando a lanterna. Para isso, o presidente Reinaldo de Assis, está anunciando cinco reforços. Dois laterais, um zagueiro, um volante e um atacante. Ele se queixa da falta de apoio financeiro e espera poder vencer ingressos.

Segundo Reinaldo de Assis, o estádio Jeremias Venâncio, na cidade de Cuité, não tem ainda os laudos técnicos e, com isso, não pode contar com torcedores. “Espero que, nas últimas partidas seja liberada a venda de ingressos. Esta será a única maneira do clube conseguir algum recurso financeiro”.

A Picuiense perdeu os três primeiros jogos, sendo derrotado pelo Sport Club por 3 a 0. Depois, perdeu para a Perilima por 6 a 0 e no jogo passado tomou 1 a 0, para a Queimadense, em casa. O time volta agora a jogar contra a Queimadense, no Romero, em Galante, precisando vencer.

Último colocado do Grupo do Sertão, o Sabugy de Santa Luzia, soma três derrotas na competição, tendo perdido para o Femar por 7 a 2. Foi derrotado pelo Esporte de Patos por 5 a 0 e no jogo passado perdeu para o Nacional de Pombal por 1 a 0. Para o próximo jogo, o treinador Sidcley Sousa não conta com o zagueiro Mateus que foi expulso.

Mas, este não é o único problema do time. Esta semana, o Sabugy não treinou e só deve retornar as atividades na segunda feira. Sidcley afirmou que, “os jogadores e estão envolvidos na política e isso tem atrapalhado nosso trabalho”, disse. Ele garante que, a prova da campanha baixa deve a formação da equipe, com apenas garotos da região. “Precisamos de três jogadores experientes, um zagueiro, um volante e um atacante”.

soesporte

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.