Mazola vê Tigre praticamente livre do Z-4 e avalia chance de acesso: "Temos que ser realistas"


Em caso de vitória contra o Oeste, na última terça, Criciúma ficaria a três pontos do G-4

Mazola Júnior agradece a presença da torcida — Foto: Ulisses Job/Criciúma EC

Da zona de rebaixamento para a 11ª colocação. Esse é o desempenho de Mazola Júnior à frente do Criciúma na disputa da Série B do Campeonato Brasileiro. Focado em tirar o time das últimas colocações e eliminar o risco de queda, o comandante promoveu mudanças, melhorou o ambiente e foi peça fundamental na reação tricolor.

Se antes o fantasma da Série B assolava o Tigre, agora pode respirar mais aliviado e até voltar a pensar no acesso. Em caso de vitória contra o Oeste na última rodada, por exemplo, a equipe teria chegado aos 42 pontos, três a menos que o Avaí, o quarto colocado. Como empatou, ficou com 40 e igualou a pontuação de Coritiba e Figueirense.

Mesmo frustrado com o resultado diante dos paulistas, Mazola vê o rebaixamento praticamente impossível e prega cautela quando o assunto é a primeira divisão. O técnico diz que é preciso focar no jogo a jogo para não decepcionar os torcedores.

- Não podemos criar esse tipo de ilusão. Temos que ser realistas para não criar nenhuma perspectiva falsa e desiludir o torcedor que tão feliz está com esta fase da equipe. Se você começa uma competição com 38 rodadas e em sete só faz um ponto, comprometeu todo o campeonato, pode ter certeza disso. A não ser que faça como o Goiás, um investimento gigantesco, o que não foi o caso aqui. Então vamos com calma. Faltam só cinco pontos. Hoje, posso afirmar que, pelo que estamos produzindo, é praticamente impossível o Criciúma descer de divisão, mesmo com esses 40 pontos - falou.

Quarto colocado no returno, o Criciúma tem sete jogos de invenvibilidade e se prepara para jogar no estádio Heriberto Hülse novamente. O adversário será o Brasil de Pelotas, na próxima terça-feira, 9 de outubro, às 21h30 (horário de Brasília), pela 31ª rodada.

globoesporte

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.