Jantar típico e confraternização na Seleção


Delegação brasileira foi convidada da federação saudita para jantar em restaurante no deserto. No cardápio, comidas típicas e muita confraternização

Lucas Figueiredo/CBF

A rotina do futebol por muitas vezes impede os membros de uma delegação de conhecer os paises por onde passam. A programação, na maioria das vezes, se restringe a treinos, jogos e hotel. No entanto, neste domingo (14), em Jidá, a Seleção Brasileira pôde aproveitar uma noite árabe em pleno deserto. 

Em meio ao cronograma de treinos, a Seleção Brasileira conseguiu encaixar um jantar típico com quibe, homus, carne de cordeiro, pão árabe, sobremesas feitas com pistache e muito mais. 

Além da refeição, a Seleção Brasileira também contou com recepção de músicos locais, conseguiu conhecer uma parte do deserto próximo ao restaurante e aproveitou para realizar uma confraternização na noite deste domingo. Os membros da delegação ainda foram presenteados com trajes típicos da região, que fizeram questão de vestir ainda no local.

Quem também marcou presença foi o Canarinho. Ele levou jogadores e comissão técnica ao delírio quando apareceu montado em um camelo, animal muito comum no deserto árabe. Vestido a caráter, o mascote da Seleção Brasileira participou desta noite de pura alegria.

De olho no clássico contra a Argentina, a Seleção Brasileira continua os trabalhos nesta segunda-feira. Depois de treinar no sábado e no domingo no campo do Al-Ahli, o técnico Tite comanda a próxima atividade no Estádio The King Abdullah Sports City às 18 horas (12 horas de Brasília).

CBF

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.