Iury avalia estreia, cita ansiedade e projeta disputa saudável com Guga na lateral


Defensor entende que podia ter rendido mais na partida contra o Coritiba

Iury estava no Salgueiro antes de chegar ao Avaí — Foto: André Palma Ribeiro/Avaí FC

Iury chegou ao Avaí no fim da janela de inscrições da Série B e realizou a primeira partida com a camisa do Leão na derrota para o Coritiba, por 1 a 0, no último sábado. Ele substituiu Guga, titular da posição, mas que cumpriu suspensão pelo terceiro cartão amarelo.

Ciente que deve voltar ao banco de reservas, Iury avaliou a estreia e projetou a disputa pela camisa 2 nas próximas rodadas.

- Eu poderia ter rendido mais. Fiquei ansioso por estrear com a camisa de um time grande. É uma oportunidade única. Pedi a Deus para me iluminar. No segundo tempo fiz coisas boas. Esse é o nível que podem esperar. Espero render muito mais - disse Iury, que completou.

- Vou fazer uma disputa muito saudável com o Guga. Ele está fazendo uma boa Série B, mas espero dar uma dor de cabeça legal ao Geninho para que ele possa escolher entre os dois.

Apesar de estrear com derrota fora de casa, Iury valorizou a manutenção do Avaí no G-4. No cenário, o time só depende de si para conquistar o acesso à primeira divisão.

- Estamos pecando, mas as coisas estão dando certo e nos mantemos no G-4. Temos que fazer nosso dever, daí ninguém vai tirar o nosso lugar. Não acredito que seja coincidência, mas o homem lá de cima está querendo que a gente suba.

O Avaí volta a campo na sexta-feira, contra o Boa Esporte, às 20h30, na Ressacada, pela 30ª rodada da Série B.

Leão perdeu no Couto Pereira — Foto: André Rodrigues/Gazeta do Povo

Veja mais da coletiva:

Jogo contra o Coxa

- A gente ficou chateado com a situação. O juiz, infelizmente, deu o gol. Criamos muito no segundo tempo. Fico feliz por ter estreado bem, mas com o sentimento ruim de não ter conquistado o resultado. Ainda estamos no G-4 e temos que focar ao longo da semana.

Decisões no jogo

- Na hora, a gente tem que tomar a decisão o mais rápido possível. Depois, vendo os lances, é possível perceber que posso tomar melhor as decisões.

Recepção do grupo

- O grupo me acolheu da melhor maneira possível. Cheguei ao Avaí e estou vivendo um sonho. Estou feliz e quero render cada vez mais. Eu vejo jogadores que só via na TV. Tem uma garotada de qualidade e que quer fazer história pelo clube. A ficha caiu. Estou no Avaí e sei de tudo que passei para chegar aqui. Agora é trabalhar para render.

globoesporte

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.