Hernane garante estar 100% para voltar à titularidade no Sport e se coloca à disposição


Atacante se recuperou de uma luxação no ombro esquerdo e atuou 46 minutos na derrota de 4 a 0 para o Atlético-PR: "Milton perguntou se eu estava bem e eu disse que estou 100%"

Hernane ficou de fora de três partidas por causa da lesão — Foto: Aldo Carneiro/ Pernambuco Press

O técnico Milton Mendes deu poucas pistas do time do Sport que vai enfrentar o Vasco, às 19h deste sábado, na Ilha do Retiro. As mudanças mais visíveis são no sistema defensivo. Do meio de campo para a frente, o mistério prevalece. Tanto é que nesta quinta-feira, o treino foi fechado para a imprensa. Uma das opções é o atacante Hernane, que era titular até sofrer uma luxação no ombro esquerdo e ficar de fora por três partidas. Ele retornou na derrota de 4 a 0 para o Atlético-PR, no último domingo - entrou no intervalo e jogou 46 minutos.

- Eu não posso falar de titularidade. Milton perguntou se eu estava bem e eu falei que estou 100%. Independentemente de começar ou estar no banco, não posso ter vaidade. Ele vai escolher o melhor para começar a partida.

O atacante teve uma recuperação mais rápida do que o esperado pelo departamento médico do Sport. Com uma semana de antecedência, ele já tinha voltado a treinar. Agora é uma opção real para Milton Mendes montar o time contra o Vasco.

De volta ao Sport nesta temporada, Hernane encontrou um ambiente bem diferente do que tinha em 2015. Naquele ano, o time terminou a Série A na sexta colocação. Algo bem diferente deste ano, quando a briga pelo rebaixamento se desenha há muito tempo. O Leão vai completar uma sequência de 12 rodadas na zona da degola.

- Eu acho que não é só andar na rua. É dentro de casa, aqui no trabalho também. Nosso dia a dia é constantemente.... Não vou falar sofrendo, que é uma palavra forte, mas estamos sentidos. Depois da Copa, o Sport caiu bastante. Então explicação nós não temos. Resta o trabalho. A Série A te dá oportunidade de buscar o resultado sem depender de outras equipes. Sabemos que a próxima partida é confronto direto e temos obrigação de ganhar diante do nosso torcedor. Isso vai nos fortalecer.

Agora, Hernane pode agarrar a titularidade no momento que o time mais precisa de alguém que faça gols. Pela bagagem que tem no futebol, ele foi contratado para ser uma das principais peças do time na Série A, só que, até aqui, os números são ruins: em sete partidas, apenas um gol foi marcado, de pênalti, na derrota de 2 a 1 para o Corinthians.

- Com certeza eu fico incomodado quando não faço gol. Não é ansiedade, é incômodo. Centroavante quer fazer gol e comigo não é diferente. Quero fazer gol, mas se for preciso dar assistência para ganhar a partida, eu quero dar também.

globoesporte

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.