FlaBasquete arrasa Brasília e vence segunda fora de casa no NBB



Missão cumprida em Brasília. Com uma atuação espetacular da dupla histórica do basquete rubro-negro, Olivinha e Marquinhos, o Flamengo venceu o Universo Brasília Basquete por 94 a 69, embalou a segunda vitória em dois jogos no NBB 2018-19 e ainda de quebra desempatou o confronto contra o tradicional rival. Agora, são 10 vitórias do Fla, contra nove deles.

Os nomes da partida foram Olivinha e Marquinhos. Os dois somaram 37 pontos e 14 rebotes. Se não alcançaram o duplo-duplo, chegaram perto. Com 11 pontos, Rafael Mineiro foi o outro jogador a quebrar a barreira dos 10 na partida. À exceção de Camargo, que jogou apenas 38 segundos, todo o time pontuou na noite de hoje. 

O enorme ginásio Nilson Nelson recebeu um bom público para ver o jogo. E o que viram foi de cara um Flamengo buscando imprimir seu ritmo e sua força. Com Rafael Mineiro saindo em quadra no lugar de Varejão, Gustavo De Conti botou uma equipe que buscou não só o garrafão, mas também o perímetro completo. Prova disso, Mineiro marcava de dentro e de fora, ampliando o placar para o Flamengo e deixando o Brasília com poucas opções defensivas. Acostumados a jogar contra times de um esquema de pivô fixo, viram um Flamengo se mexendo o tempo inteiro e atacando de todas as formas. No final, 27 a 19 e o esquema do jogo já estava desenhado. 

O segundo quarto foi mais equilibrado e foi justamente quando Olivinha apareceu. Com oito pontos, o camisa 16 foi o ponto de desequilíbrio para o Flamengo. Acertou as duas de três que tentou e foi o cestinha da etapa. Gustavinho já mandou para a quadra o time com Varejão por mais tempo, novamente mudando a forma de jogar da equipe e usando a força do elenco nas variações. A diferença de oito pontos no final do primeiro quarto subiu para 14 quando os times foram para o vestiário com 49 a 35 marcando no placar. 

A volta reservou a etapa mais equilibrada. Diante de sua torcida, o Brasília não quis saber de pegar leve e foi para cima, principalmente com Graterol, que marcou 11 dos 22 pontos da equipe. O Flamengo teve mais dificuldades defensivas, mas não deixou os adversários chegarem. Marquinhos e Olivinha, com duas cestas de três, deixaram a gordura grande e encaminharam a parcial na frente por 76 a 57, a maior diferença até então. 

Com quase 20 pontos de dianteira, o Flamengo não precisou de tanta força no último quarto para sair com a vitória. O próprio Brasília parecia estar entregue com sua menor pontuação na partida - apenas 12 pontos. Gustavo De Conti percebeu a mudança no panorama e usou mais o banco. A eficência não caiu. Crescenzi fez duas de três e terminou com sete pontos, atuando apenas seis minutos. Importante e necessário para o time abrir ainda mais, até o final em 94 a 69, diante da torcida que pedia 100, mas saiu completamente feliz do ginásio.

flamengo

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.