Divisão do prêmio, em caso de título da Copa do Brasil, ainda não foi fechada no Cruzeiro


Raposa largou na frente no primeiro jogo da final e a tendência é que a diretoria se reúna com os jogadores até domingo para estabelecer as condições


No mundo do futebol é normal que o título seja agregado a bolso cheio. Isso porque as premiações oferecidas pelas conquistas são divididas entre jogadores, comissão técnica e funcionários. E se forem R$ 50 milhões em jogo? Pois é, o Cruzeiro pode passar por isso em breve. O prêmio ao campeão da Copa do Brasil será esse, e o clube abriu vantagem para tentar o hexacampeonato na próxima semana, em São Paulo, diante do Corinthians.

A reportagem ouviu de alguns jogadores que a divisão da quantia ainda não foi discutida com a diretoria. O grupo prevê que uma conversa defina tudo nos próximos dias. De qualquer forma, o foco no Cruzeiro é buscar o título. O atacante Rafinha falou da necessidade de levantar a taça diante do Corinthians.

- Temos um grupo forte, o jogador que está de fora espera a oportunidade. Quem o Mano optar, tem que dar conta do recado para a gente buscar o título.

Cruzeiro, de Rafinha, saiu na frente na decisão da Copa do Brasil contra o Corinthians — Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro

Ao contrário do Cruzeiro, o Corinthians já acertou com os jogadores o “bicho” em caso de conquista. Caso seja campeão, o clube paulista vai oferecer R$ 17,5 milhões para ser dividido entre os jogadores. O valor corresponde a 35% do prêmio.

Vale lembrar que o Cruzeiro é o atual campeão da Copa do Brasil e, na conquista do ano passado, a premiação ficou pendente em uma parte. A diretoria que assumiu em 2018 teve que recorrer a empréstimos para acertar com os jogadores os valores devidos.

Com a vitória por 1 a 0, o Cruzeiro pode empatar em Itaquera na próxima quarta-feira para ser campeão. Se confirmar a taça, a Raposa será hexacampeã do torneio e ainda alcançará o bi consecutivo, dois feitos inéditos. O vice leva a premiação de R$ 20 milhões.

Foto : Vinnicius Silva/Cruzeiro

globoesporte

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.