Ex-Náutico e Santa Cruz, Nilson se prepara para mudar de ares dentro do futebol


Goleiro aposentado desde 2016, que passou por grandes de Pernambuco e se tornou ídolo em Vitória de Guimarães, em Portugal, aguarda convites para iniciar carreira como técnico

Nilson estuda e espera oportunidades para se tornar treinador — Foto: Reprodução

As luvas do ex-goleiro Nilson estão penduradas desde 2016. Antes do adeus, no entanto, foram quatro anos vestindo a camisa do Santa Cruz, um ano e meio no Náutico e sete temporadas no Vitória de Guimarães-POR, onde se tornou um dos grandes ídolos da história do clube. A trajetória dentro de campo é lembrada com saudade, mas Nilson, que voltou a morar no Recife em 2018, está diante de um novo desafio: se tornar treinador de futebol.

Nos últimos anos como profissional, ele decidiu ver o futebol de outra forma: analisar o jogo taticamente, se interessar pelo métodos utilizados nas sessões de treino e começar a se preparar para a nova função.

"Eu já era um treinador dentro do campo (como goleiro). Eu não gritava só por gritar. Quando falava dentro de campo, era pra corrigir o nosso posicionamento, o posicionamento de algum atleta. Quando os atletas ouviam minha voz, eles respeitavam."

Em 2014, ainda como goleiro, iniciou a caminhada para se tornar técnico. Dividiu as atividades de jogador com curso da UEFA para treinador de futebol. Após quatro anos de estudos, em Portugal, concluiu o nível II, que o habilita a treinar qualquer time de segunda divisão na Europa.

- O atleta profissional que se dedica ao estudo acaba saindo um pouco na frente. Ele vai estar na posição de treinador, porém vivenciando o mesmo cenário. A formação que eu fui buscar na UEFA acrescentou muito na minha vida profissional. Hoje me sinto preparado para qualquer desafio.

Nilson revela que recebeu convites para ser auxiliar-técnico, mas está no Recife à espera de uma oportunidade para iniciar a carreira de técnico no Brasil.

Momentos marcantes em Pernambuco

Na capital pernambucana, o goleiro defendeu o Santa Cruz por quatro anos e tem como momento especial o acesso para a Série A conquistado em 1999. Pelo Náutico, passou um ano e meio e venceu o Campeonato Pernambucano de 2004 - após perder nos Aflitos por 1 a 0, o Timbu precisava vencer por dois gols de diferença no Arruda, e o fez, com triunfo por 3 a 0.

Após encerrar carreira, Nilson voltou a morar no Recife — Foto: Diogo Marques

globoesporte

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.