Com ideia de "repensar" time, Carpegiani deve seguir sem repetir escalação do Vitória


Treinador rubro-negro promete mudanças na equipe após derrota por 4 a 3 para o Botafogo. No fim de semana, Vitória viaja até Porto Alegre para enfrentar o Internacional

Carpegiani fala em repensar equipe após derrota para o Botafogo — Foto: Maurícia da Matta / EC Vitória / Divulgação

O técnico Paulo Cézar Carpegiani deixou claro que será necessário “repensar” a equipe depois do revés sofrido para o Botafogo, no último domingo, no Barradão, por 4 a 3. Foi a segunda derrota consecutiva, já que, na rodada anterior, o Vitória já havia sido superado pelo Ceará – antes desta sequência ruim, o time baiano vinha de quatro rodadas de invencibilidade. O Rubro-Negro só volta a entrar em campo no domingo, quando visita o Internacional, portanto o treinador terá tempo para buscar soluções.

Tenho que repensar o time. Chegou o momento de repensar o time em termos de jogadores, etc. Eu tenho que repensar a equipe.

Se realmente cumprir a promessa e promover mudanças na equipe, Carpegiani vai manter a escrita de jamais ter repetido uma escalação desde que chegou ao Vitória, há pouco mais de um mês, seja por problema de lesão ou de cartão. Contra o Bota, por exemplo, ele não pôde contar com Jeferson e Rodrigo Andrade, ambos suspensos.

Na única vez em que teve a oportunidade de repetir a equipe de um jogo para outro, Carpegiani fez uma mudança por livre e espontânea vontade. Depois de enfrentar o Atlético-MG, ele resolveu sacar Benítez para a entrada de Bruno Bispo no jogo contra o América-MG, pois queria uma maior consistência defensiva. Também trocou Rhayner por Erick. O Vitória venceu os dois rivais mineiros.

Em oito jogos à frente do Rubro-Negro, Carpegiani testou 27 atletas.

Vitória foi derrotado pelo Botafogo no último fim de semana — Foto: Maurícia da Mata/EC Vitória/Divulgação

Contra o Botafogo, Paulo Cézar utilizou, no decorrer do jogo, os atacantes Mauricio Cordeiro e Wallyson. O primeiro, em sua estreia, balançou as redes; o segundo, que teve poucas oportunidades, contribuiu com uma assistência para o gol de Fabiano. São opções que o treinador ganha para tentar repaginar a equipe.

O termo usado pelo atual treinador rubro-negro, o de “repensar” a equipe, assemelha-se muito a um usado pelo seu antecessor. Por duas vezes na temporada, sempre após alguma derrota impactante, Vagner Mancini afirmou que iria “oxigenar” o time. Em seguida, promoveu uma série de mudanças.

Foi assim na eliminação para o Corinthians, na Copa do Brasil. No jogo seguinte, contra o Vasco, ele mudou seis peças e venceu por 3 a 2.

Depois de ser goleado por 5 a 2 pelo Santos, Mancini voltou a mexer em seis peças e venceu a Chapecoense por 1 a 0.

O elenco do Vitória se reapresenta nesta terça, quando inicia a preparação para o duelo com o Internacional, domingo, às 16h (horário de Brasília), no Beira-Rio.

globoesporte

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.