Betão destaca números do Avaí e pede confiança e consistência para bater o Coxa


Zagueiro do Leão da Ilha volta de suspensão para o duelo diante do Coritiba

Betão volta de suspensão no duelo contra o Coxa — Foto: André Palma Ribeiro/Avaí FC

Com chances de conquistar o acesso, o Avaí tem mais um compromisso no fim de semana para tentar se manter no G-4 da Série B. O duelo está marcado para este sábado, no Couto Pereira, e será diante de um adversário apontado no início da competição como favorito para subir: o Coritiba.

Líder e capitão do time (quando Marquinhos não está em campo), Betão falou sobre o momento das equipes. Além de exaltar os números do Leão da Ilha, também analisou a força do Coxa, mesmo que esteja em um momento ruim - é o 12º colocado.

O zagueiro foi questionado sobre as duas derrotas seguidas do Avaí fora de casa, para Paysandu e Criciúma, e destacou a campanha sólida ao longo da competição.

- Acho que estamos entre os cinco melhores ataques do campeonato, somos a segunda melhor defesa e temos a segunda melhor campanha como visitante. Em casa, melhoramos bastante no returno. Não creio que seja preciso uma conversa direta sobre o que aconteceu, somos o time que menos perdeu no campeonato. Vamos voltar ao que vínhamos fazendo, com confiança e consistência de jogo, principalmente, o que temos de recuperar para este jogo - disse Betão, que ainda completou

- O Coritiba é time grande. Quando disputa a Série B a gente considera que vai chegar na frente. Estão um pouco distantes e vão jogar o jogo da vida para tirar a diferença e buscar a reação no campeonato. Precisamos estar cautelosos para não sermos surpreendidos. Estamos cientes do desejo pela vitória.

Coritiba e Avaí jogam neste sábado, às 19h, no Couto Pereira, pela 29ª rodada da Série B.

Betão é um dos líderes do grupo — Foto: Frederico Tadeu/Avaí FC

Veja mais da entrevista:

Título

- O acesso é o principal objetivo quando você disputa uma Série B. Isso é em qualquer clube que entra na competição. A partir do momento em que o título é palpável, aí você busca os dois. Foi colocado internamente que podemos. Temos mais 10 rodadas pela frente e muito o que acontecer. O Fortaleza abriu oito pontos, mas se ganharmos, volta a ficar cinco e ainda vamos enfrentá-los em casa. Podemos diminuir isso. O acesso temos consciência que é palpável e ninguém inventa coisa. Sobre contas, o pessoal gosta de fazer, mas eu não gosto. Prefiro jogo a jogo. Se parar para pensar, nos jogos em que tínhamos 90% de chances de vencer, ou empatamos ou perdemos. O futebol não é matemática ou ciência exata. Conto sempre com a próxima vitória. Para conquistar o título, temos de começar vencendo o Coritiba.

Adversário

- O Argel é um grande motivador, embora nunca tenha trabalhado com ele. Sabemos que motiva, que trabalha em cima de superação e no Coritiba não deve ser diferente. Foi jogador de futebol e sabe muito o que passa na cabeça dos jogadores. O Coritiba tem um grande elenco, com jogadores experientes e com bagagem. Quando se tem um elenco assim, você sempre aguarda uma virada, porque são jogadores que têm condições de chamar o grupo e mudar. Precisamos ter cautela, pois o próximo jogo dele é contra a gente. Não podemos deixar que isso aconteça.

Coritiba pressionado

- A gente está mais preocupado com o nosso trabalho, no sistema que vamos implantar. Mas é claro que há o estudo sobre as possíveis alterações do Coritiba, mas temos de acertar os nossos desfalques por aqui. Já passaram possibilidades que o adversário pode fazer. Vamos jogar contra uma equipe grande e pressionada em seu estádio. Acho que temos de criar dificuldades para o Coritiba e colocá-los em situações descontáveis para surpreendê-los desta forma.

globoesporte

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.