Análise: Corinthians já não é mais o time que só espera o adversário, mas o que também sufoca


Jair Ventura muda estilo do Timão e vai dando sua cara à equipe


Os dois primeiros jogos do técnico Jair Ventura à frente do Corinthians foram de preocupação com o que foi apresentado no sistema ofensivo. Contra o Palmeiras, na 24ª rodada do Brasileirão, e no jogo de ida da semifinal da Copa do Brasil, contra o Flamengo, o time não deu nenhum chute em direção ao gol.

Após as duas partidas bem abaixo dos homens de frente, Jair Ventura afirmou que a postura do Corinthians seria totalmente diferente nos próximos jogos. E ele vem conseguindo cumprir com sua palavra.

No empate em 0 a 0 diante do América-MG, no último sábado, pela 27 ª rodada do Campeonato Brasileiro, a equipe finalizou 15 vezes e mostrou que a falta de ofensividade é passado.

Veja a evolução de finalizações (para fora e no gol) do Corinthians com Jair Ventura:

Brasileirão:

24ª rodada: Palmeiras x Corinthians - 5 finalizações

25ª rodada: Corinthians x Sport - 10 finalizações

26ª rodada: Corinthians x Internacional - 10 finalizações

27ª rodada: América-MG x Corinthians - 15 finalizações

Copa do Brasil:

Jogo de ida da semifinal: Flamengo x Corinthians - 3 finalizações

Jogo de volta da semifinal: Corinthians x Flamengo - 6 finalizações

Jair Ventura dá outra cara para o Corinthians — Foto: Rodney Costa/Eleven/Estadão Conteúdo

Nos últimos dois anos, principalmente com o técnico Fábio Carille, o Corinthians se caracterizou por ser um time que pouco propunha o jogo. Era uma equipe que esperava ser atacado para então contra-golpear. Na maioria das vezes dava certo, e o treinador deixou o clube com a conquista de um Campeonato Brasileiro e dois Campeonatos Paulista.

A tática, porém, perdeu muito sua efetividade devido às perdas no elenco e por conta do estudo dos adversários. Era a hora de mudar. Com Osmar Loss não foi possível, seu sistema era muito semelhante ao anterior.

A incumbência, então, ficou para Jair Ventura. Aos poucos, ele vai implementando seu estilo de jogo. Contra o América-MG, por exemplo, mostrou que o Corinthians não vai ter um time que espera o adversário, mas sim uma que sufoca, que não tem medo de arriscar, que gosta de ter a posse de bola.

No último sábado, mesmo sem quatro titulares (Danilo Avelar, Douglas, Jadson e Fagner) e jogando fora de casa, o Timão deixou o Independência com mais posse de bola (57% x 43%), mais finalizaçõs (15 x 9), mais chances reais de gols (5x1) e com menos passes errados (13x28).

– Se a gente seguir com esse desempenho, vai ficar muito mais perto da vitória. Foi o nosso melhor jogo em termos de criação, de controle do jogo. Pena não ter vencido – afirmou Jair Ventura em entrevista coletiva após o empate com os mineiros.

– Vale a confirmação de resgatar a confiança de jogar fora (de casa) como se estivesse jogando em casa – completou.

Na próxima rodada, o Corinthians pega o Flamengo, dentro de sua arena, e tem a chance de comprovar o nível de atuação contra uma equipe que ainda aspira o título do Campeonato Brasileiro.

Jair Ventura durante partida do Corinthians contra o América-MG — Foto: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

Foto:Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

globoesporte

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.